Partilhamos consigo algumas dicas para tirar o melhor partido do algoritmo do Facebook, preparadas pela fantástica equipa da Hootsuite! Deixamos aqui algumas informações acerca desta complexa temática.

Afinal, o que é o algoritmo do Facebook?

O algoritmo do Facebook decide quais são as publicações que vão aparecer no seu feed e a ordem pela qual vão aparecer. Em vez de apresentar todos os posts disponíveis por ordem cronológica, o algoritmo do Facebook avalia cada uma das publicações, pontua-as e, em seguida, organiza-as por ordem decrescente de interesse para cada utilizador individual. Este processo acontece sempre que um utilizador actualiza o seu feed de notícias.

Embora não se conheçam todos os detalhes sobre como o algoritmo do Facebook decide o que mostrar às pessoas (e o que não mostrar), sabemos que um dos seus objectivos é manter os utilizadores no feed, para que vejam mais anúncios. 

Como tem evoluído o algoritmo do Facebook?

O algoritmo do Facebook não é estático, está constantemente a sofrer alterações. Ao longo dos anos, foram adicionados novos sinais de classificação (dados para pontuar as publicações), outros foram removidos e outros tiveram a sua importância ajustada, dependendo do que o Facebook acha que os utilizadores querem ver.

Aqui estão algumas das mudanças mais notáveis:

O Facebook afirma que usa milhares de sinais de classificação, desde a velocidade da conexão de Internet de um utilizador, à preferência deste por colocar um gosto ou comentar. Ainda assim, ao longo dos anos, o Facebook tem mencionado os mesmos quatro sinais de classificação como os mais importantes quando se trata de quão “alto” um post aparece no feed de notícias. 

Veja os 4 sinais de classificação do algoritmo do Facebook que deve considerar:

9 dicas para trabalhar com o algoritmo do Facebook:

1 – Responda ao seu público

O algoritmo dá prioridade a posts de páginas com as quais um utilizador interagiu no passado, o que significa que melhorar a sua taxa de resposta é fundamental, seja no Messenger ou nos comentários. Se uma pessoa optou por gastar tempo a falar com a sua marca, não perca a oportunidade: faça a pessoa sentir-se ouvida.

2 – Crie interacção entre o seu público

Esta dica vem do próprio Facebook, pois, aparentemente, se uma publicação gerou muita conversa entre os amigos de um utilizador, o algoritmo aplica uma “lógica de quebra de acção” para mostrar a publicação ao utilizador novamente.

Isto significa que os iniciadores de conversas mais interessantes obtêm mais alcance, como uma espécie de segundas oportunidades. O algoritmo valoriza o conteúdo que as pessoas desejam partilhar e discutir com os seus amigos. 

3 – Aposte mais no coração do que no “like”

Nos últimos anos o algoritmo dá mais importância aos botões de reacção do que a um simples like. Portanto, concentre-se nas reacções emocionais das suas publicações: amor, carinho, riso, tristeza e raiva.

4 – Publique quando o seu público estiver online

As publicações mais recentes vão para o topo do feed de notícias, por isso, programe as suas publicações para que sejam publicadas no melhor horário para o seu público. Não se preocupe, se o utilizador não vir um post ainda há uma probabilidade de que veja a publicação na próxima vez que fizer login. 

5 – Cuide do grupo da sua marca no Facebook

O algoritmo do Facebook prioriza as publicações de grupos que interessem aos utilizadores, portanto, uma publicação que é ampliada num grupo popular, por entusiastas e fãs, tem mais probabilidade de obter mais alcance.

6 – Faça directos no Facebook

Os vídeos ao vivo recebem mais engagement (seis vezes mais) do que o vídeo normal. 

7 – Torne-se um favorito

Sabia que todos os utilizadores do Facebook têm pessoas favoritas? Estes “favoritos” obtêm automaticamente um livre passe no algoritmo.

Isto faz parte do esforço do Facebook para permitir que as pessoas tenham mais controlo sobre o que vêem. Os seus seguidores podem dar prioridade ao seu conteúdo nos seus próprios cronogramas, se quiserem.

8 – Faça vídeos longos, mas certifique-se de que as pessoas querem assistir

O tempo de exibição e a taxa de conclusão são sinais de classificação cruciais para um vídeo, visto que indicam se o espectador gostou o suficiente para assistir a tudo até ao fim.

Quanto mais mantiver as pessoas interessadas, mais alta será a pontuação do algoritmo para publicação do seu vídeo e mais alto no feed de notícias do Facebook ele aparecerá.

A partir de 2019, o Facebook também começou a pontuar e dar prioridade aos seguintes sinais de classificação para vídeos:

  • Lealdade e intenção: vídeos que as pessoas procuram e aos quais voltam;
  • Duração do vídeo e duração da visualização: vídeos que as pessoas assistem após a marca de 1 minuto e que têm mais de 3 minutos;
  • Originalidade: vídeos que não são reaproveitados de outras fontes e que têm valor agregado.

9 – Não faça clickbait nem publique desinformação

Não utilize:

  • Links para sites que usam conteúdo copiado ou roubado sem valor agregado;
  • Conteúdo limítrofe (também conhecido como conteúdo que não é totalmente proibido, mas provavelmente deveria ser);
  • Desinformação e notícias falsas;
  • Informações enganosas sobre saúde e “curas” perigosas.

Pode ler mais aqui.

Fonte: Hootsuite

Imagem: Antonio Batinić em Pexels