Redes sociais online

Redes sociais online

Um total de 47% dos portugueses utiliza as redes sociais para contactar com os departamentos de apoio ao consumidor das empresas.

A cifra situa o nosso país entre os europeus onde mais os consumidores recorrem ao Facebook, Twitter ou LinkedIn para fazer queixas e reclamações, revela um estudo feito pela consultora Nielsen para Espanha, designado ‘Compartir en Sociedad’, citado pela infoRetail.

Na hora de recorrer às redes sociais para contactar os gabinetes de apoio ao consumidor, a média europeia é de 37%. Neste sentido, só os gregos (54%) nos ultrapassam. Os espanhóis também fazem parte do Top 3, com 39%.

Na Alemanha, Reino Unido e França estes canais não são tão utilizados pelos consumidores para efectuar reclamações. “As redes sociais não são o canal idóneo para estas empresas que gozam de uma maior formalidade nas suas relações com os clientes”, explica o estudo.

Por outro lado, há um maior equilíbrio entre os países europeus na hora de recorrer aos sites coorporativos das empresas para reclamar, sugerir e fecilitar.

Os alemães, por exemplo, têm a maior disposição entre os europeus para utilizar as páginas web dos distribuidores. Enquanto portugueses e espanhóis vão directamente às páginas do fabricante para contactar com os departamentos de apoio ao cliente, sublinha o estudo.

14 de Julho de 2014 por Hipersuper