Procure potenciais clientes entre amigos e familiares

A expressão a utilizar com um amigo que nos dá autorização para partilhar com ele um novo produto, serviço ou ideia é a seguinte: Como dou valor à tua opinião, venho pedir-ta.

A primeira regra da prospeção é nunca presumir que alguém não nos pode ajudar a desenvolver o nosso negócio.

Tire partido das listas que a sua empresa gera

Não se limite a responder; abra o apetite da pessoa para mais informação. Ofereça-se para lhes prestar mais serviços.

Aposte nas suas aventuras enquanto consumidor

Outra forma de fazer prospeção através de outros negócios é enviando à empresa uma carta ou mensagem a agradecer pelo serviço excelente que nos prestaram.

Beneficie do ciclo das pulgas

Se ainda não conhece o ciclo de substituição para a sua linha de produtos, descubra qual é. Quando é que as pessoas começam a ficar em pulgas por ter qualquer coisa nova?

Utilize a sua lista de clientes

Caso a nossa empresa tenha cumprido as suas promessas, os nossos clientes certamente terão vontade de continuar a trabalhar com uma organização tão exemplar. Se não tiverem feito compras nos últimos tempos, poderá ser simplesmente por ninguém lhes ter perguntando nada.

Ande na crista da onda tecnológica

O segredo do sucesso desta estratégia reside na forma como contactamos essas pessoas.

É essencial perguntar se está satisfeito com o que tem, antes de lhe mencionar qualquer coisa nova.

Elogie, reconheça a inteligência da outra pessoa e peça-lhe a opinião.

Leia as notícias

Pegue no jornal de hoje e leia todos os cabeçalhos. Copie ou assinale os artigos que possam traduzir-se em negócios prospetivos para si. Em seguida, faça o que faria qualquer grande vendedor em busca de excelência: contacte essas pessoas.

Para facilitar a compreensão deste assunto, sugerimos a leitura de outros artigos do nosso Blog:

Fonte: Livro Técnicas de Vendas para Totós

Ilustração: Querer Além

Imagem Hassan OUAJBIR no Unsplash